Os Yanomami estão celebrando o começo de uma operação de removida de fazendeiros ilegais de sua terra

Os Yanomami estão celebrando o começo de uma operação de removida de fazendeiros ilegais de sua terra

© Fiona Watson/Survival

As autoridades brasileiras começaram uma operação para remover onze fazendas ilegais de territórios Yanomami no Brasil, e retornar as terras aos indígenas.

Pelo menos três fazendas na região de Ajarani foram fechadas. Elas eram administradas por um senhor chamado Abrão Pires Mateus.

A operação é fruto de protestos da organização Yanomami, Hutukara, no Brasil, pressão do Ministério Público e uma expedição investigativa levada pelos indígenas e a Fundação Nacional do Índio- FUNAI.

A terra Yanomami no Brasil foi demarcada para o uso exclusivo dos indígenas em 1992, marcando uma grande vitória depois da devastação trazida à tribo por milhares de garimpeiros que tinham invadido a terra previamente.

Contudo, garimpeiros continuam a operar na área, poluindo os rios e ameaçando a vida dos Yanomami isolados. Fazendeiros em Ajarani derrubaram ilegalmente partes da floresta dos Yanomami.

A terra dos Yanomami é vital para o seu sustento e sobrevivência. Davi Kopenawa, o xamã conhecido como o ‘Dalai Lama da Floresta’ disse à Survival, ‘Tem que respeitar a nossa terra. A terra é patrimônio, patrimônio que protege nós.’

Os Yanomami estão celebrando o começo dessa operação e pressionando para que outros fazendeiros sejam removidos rapidamente.

A Survival tem apoiado os Yanomami há décadas, e está urgindo pela retirada de todos os invasores de suas terras no Brasil e na Venezuela.