Madeireiros se aproximam de tribo mais ameaçada do mundo, aponta investigação

Os Awá, que dependem da caça para sobreviver, agora temem entrar na floresta por causa dos madeireiros ilegais na região

Os Awá, que dependem da caça para sobreviver, agora temem entrar na floresta por causa dos madeireiros ilegais na região
© Survival

Evidências mostram que madeireiros ilegais estão cada vez mais próximos dos índios Awá, a tribo mais ameaçada do mundo. A recente investigação da Fundação Nacional do Índio despertou preocupação quanto à segurança dos indígenas.

Há três semanas atrás, agentes do governo confiscaram equipamentos usados para a extração de madeira dentro da floresta dos Awá. Porém, a nova evidência mostra que o desmatamento ilegal continua, e um novo foco foi encontrado há apenas seis quilómetros de uma comunidade Awá.

Estradas madeireiras chegam nas profundezas das terras dos Awá que, por lei, deveriam ser protegidas pelas autoridades brasileiras. Uma das comunidades Awá já está cercada por madeireiros, que estão vindo de três direções.

Índios Awá caminham em meio aos resquícios das queimadas na sua floresta.

Índios Awá caminham em meio aos resquícios das queimadas na sua floresta.

© Fiona Watson/Survival

‘Porque estão fazendo isso?’, perguntou um dos Awá. ‘Se você destruir a floresta, você destrói os Awá também.’

Carlos Travassos da FUNAI disse, ‘A presença madeireira é muito forte… Os Awá estão se sentindo ameaçados… temem entrar na floresta para caçar. Pode ter conflitos se eles entrarem na floresta’.

Ataques contra os Awá não são incomuns. Em setembro passado, um Awá foi atacado brutalmente por madeireiros, e em janeiro relatou-se que uma criança Awá foi ‘queimada viva’ em outro ataque.

Os Awá agora estão evitando entrar na floresta da qual dependem para sua sobrevivência. Os índios isolados são os mais vulneráveis aos atos de violência, e à contração de doenças.

A Survival International lançou uma campanha no último mês de abril para salvar os Awá. Mais de 32.000 pessoas já enviaram mensagens ao Ministro da Justiça do Brasil, pedindo a proteção da tribo mais ameaçada do mundo.

A FUNAI anunciou um programa para a proteção dos Awá, e afirmou que irá manter presença constante nos seus territórios. Porém, enquanto o Ministro da Justiça nao enviar a polícia para despejar os invasores, não haverá mudança.

Stephen Corry, diretor da Survival International, disse ‘É angustiante e injusto que os Awá continuem sendo deixados à própria sorte enquanto seu lar amazônico é constante e violentamente invadido. O Brasil tem o poder policial para proteger os Awá, e tem a força militar. Só precisa ter a vontade política’.