Situação dos Awá chega à Comissão Interamericana de Direitos Humanos

A Comissão Interamericana tem sido solicitada para salvar os Awá, a tribo mais ameaçada do mundo, dos invasores ilegais em suas terras.

A Comissão Interamericana tem sido solicitada para salvar os Awá, a tribo mais ameaçada do mundo, dos invasores ilegais em suas terras.

© Survival International

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), líder de direitos humanos nas Américas, recebeu uma petição urgente da Survival International e CIMI, organização brasileira dos direitos indígenas, para salvar a tribo mais ameaçada do mundo.

A petição oficial pede à CIDH que responsabilize o governo do Brasil por não remover centenas de invasores ilegais de terras dos Awá.

Ela adverte que ‘os Awá não sobreviverão sem as suas terras’, e que ‘o Estado brasileiro não tomou medidas efetivas e oportunas para protegê-las contra os madeireiros, fazendeiros e colonos que continuam a invadi-las’.

Os Awá são uma das últimas tribos nômades de caçadores-coletores no Brasil e vivem em uma ilha de floresta que está desaparecendo rapidamente. Mais de 30% de um dos territórios dos Awá já foi desmatado e os madeireiros estão se aproximando de suas comunidades.


A tribo de 450 pessoas depende da floresta para sobreviver. Mas os Awá relatam que caçar tornou-se cada vez mais difícil, pois os animais estão desaparecendo, e temem ataques por parte dos madeireiros armados.

Madeireiros, colonos e fazendeiros destruíram grandes áreas da floresta dos Awá.

Madeireiros, colonos e fazendeiros destruíram grandes áreas da floresta dos Awá.

© Fiona Watson/Survival

A preocupação com os cerca de 100 Awá isolados também tem crescido. Os Awá isolados estão constantemente fugindo dos invasores ilegais e estão ameaçados de extinção se a floresta desaparecer.



Tatu, um homem Awá, disse à Survival, ‘Tem índios isolados perto. Meu irmão foi lá e viu seis barracos abandonados. Será que os madeireiros vão matar os isolados? Deixa os isolados ficarem lá!’

Mais de 50.000 mensagens foram enviadas ao Ministro da Justiça do Brasil desde o lançamento da campanha da Survival para salvar os Awá há um ano. O governo tem anunciado desde então que os Awá são uma prioridade, mas tem tomado pouca ação.

O Diretor da Survival International, Stephen Corry, disse hoje, ‘O governo do Brasil deve mostrar que ele realmente pode proteger seus cidadãos mais vulneráveis, os Awá, dos criminosos que estão destruindo a floresta. Se a maior nação da América do Sul, uma das economias que crescem mais rapidamente no mundo, não tem a força para fazer isso, então todas as minorias no Brasil devem se preocupar. Os Awá estão ameaçados de extinção; agora é a hora de agir.’





Notas aos editores:

- A ultima petição da Survival à CIDH foi durante os anos de 1980 para apoiar a sua campanha histórica para os Yanomami do Brasil, que enfrentavam uma invasão de garimpeiros ilegais em suas terras. A campanha resultou na demarcação e proteção do território Yanomami.
- Baixe um resumo dos principais pontos da petição à Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

- A CIDH é um órgão autônomo da Organização dos Estados Americanos (OEA). Sua função declarada é promover o respeito e a proteção dos direitos humanos nas Américas.