Índios Yanomami protestam contra situação caótica de saúde

Índios Yanomami protestam contra situação caótica de saúde
© Hutukara/ Survival

Índios Yanomami na Amazônia brasileira capturaram um avião utilizado por agentes de saúde, em protesto contra a corrupção no serviço de saúde indígena.

Os Yanomami estão indignados com a nomeação de um novo coordenador de saúde indígena, que tem pouca relação com os povos indígenas, e acreditam que tal nomeação foi realizada favorecendo razões políticas. Índios Yekuana também protestaram junto aos Yanomami.

Em 2007, nomeados políticos para o escritório regional de saúde foram presos em uma grande operação policial, que revelou o roubo de R$ 34 milhões designados para o atendimento à saúde indígena.

Em uma carta enviada pela Hutukara Associação Yanomami ao Ministro da Saúde, os indígenas relatam que, ‘Estamos revoltados… os políticos não consultaram as lideranças tradicionais e conselheiros que moram na terra Yanomami. Nós não sabemos o que as autoridades estão fazendo escondido na questão de saúde’.

No mês passado, uns Yanomami protestaram diante da sede das autoridades de saúde regional da FUNASA (Fundação Nacional da Saúde), e apreenderam um outro avião no território Yanomami.

A saúde Yanomami e Yekuana está sofrendo, a medida que milhares de garimpeiros estão operando ilegalmente em suas terras, trazendo doenças e poluindo rios que os índios usam para beber água e tomar banho.

O diretor da Survival International, Stephen Corry, disse hoje, ‘A saúde indígena é um assunto sério que não pode estar sujeito à política. A substituição do coordenador de saúde sem o consentimento dos Yanomami e dos Yekuana seria certamente uma receita para o desastre’.

Aproximadamente 32 mil índios Yanomami vivem no Brasil e na Venezuela. Eles são uma das maiores tribos relativamente isoladas na América do Sul e são extremamente vulneráveis a doenças.